domingo, 25 de abril de 2010

ATENÇÃO 6ªS SÉRIES - MATERIAL DE APOIO CAP. 5 - DISPONÍVEL

A importancia da taxonomia

Por Silvia Schaefer, bióloga, mestre em Botânica.



A organização dos seres vivos em categorias taxonomicas é necessária para que não se faça confusão entre plantas, ou quaisquer outros seres vivos.

Um exemplo clássico no Brasil é o da planta Manihot esculenta. Ela apresenta muitos nomes comuns diferentes de acordo com a região do Brasil: mandioca, macaxeira, aipim, candinga, castelinha, macamba, entre outros. Apesar dos diferentes nomes comuns, o nome científico é um só no mundo inteiro: Manihot esculenta.

Mas por que isso é importante?

Um exemplo prático pode ilustrar bem o que eu quero dizer:
Em determinada ocasião eu estava assistindo a uma palestra no Congresso Brasileiro de Bioquímica, quando a palestrante, que falava de um fármaco novo extraído de uma planta brasileira, descreveu a planta e sua classificação completa. Como bióloga, eu entendo perfeitamente a necessidade desta caracterização.

Um colega não-biólogo, sentado ao meu lado comentou: “- que perda de tempo falar sobre a classificação da planta. Vamos logo ao que interessa.” No mesmo instante eu respondi: “- você acha válido falar sobre o fármaco, sua estrutura química e propriedades, sem saber de qual planta é extraído? E se você quiser fabricar um medicamento a partir deste princípio ativo, vai saber onde encontrá-lo, de onde extraí-lo?”.

Este é o tipo de confusão que se faz. A importância da classificação dos seres vivos é ainda desprezada por muitos cientistas que não pertencem às Ciências Biológicas. Portanto, cabe a nós, biólogos, professores, estudantes de biologia e simpatizantes da área, disseminar estas informações e conscientizar as pessoas da importância deste tipo de estudo.

Somente através do conhecimento das espécies, é que poderemos fornecer subsídios para outras áreas do conhecimento (como no exemplo dado acima) e principalmente para a conservação das espécies. Como podemos conservar sem conhecer? Se uma espécie “não existe” oficialmente porque ainda não foi descoberta, será impossível montar estratégias de preservação, de manejo e mesmo de utilização sustentável da mesma. (Fonte).


DOWNLOAD AULA CAP . 5 - MEGAUPLOAD - CLIQUE AQUI
DOWNLOAD AULA CAP . 5 - EASYSHARE - CLIQUE AQUI
DOWNLOAD AULA CAP . 5 - RAPIDSHARE - CLIQUE AQUI
DOWNLOAD AULA CAP . 5 - UPLOAD DE ARQUIVOS - CLIQUE AQUI

Bons estudos..

Um comentário:

gabriela disse...

professor,gostaria q vc falasse sobre o cap.24,as algas.